O CRE

Os Conselhos Regionais Espíritas funcionam em todo o estado de Minas Gerais (e em outras unidades federativas) e nasceu com o objetivo de criar um vínculo mais forte com as Federativas Espíritas de cada estado - em Minas Gerais a União Espírita Mineira.

O raciocínio é simples: imagine a dificuldade dos departamentos da UEM em dar atenção a cada uma das casas espíritas mineiras? Por isso essa subdivisão existe para facilitar os contatos, o trabalho e, principalmente, a unificação do Movimento Espírita.

Em nosso caso o 15º CRE MG - Alto São Francisco e Alto Jequitinhonha - abrange uma grande área com 56 cidades e atualmente sua sede é em Curvelo. Por isso o órgão é um ponto de apoio entre essas casas e a UEM. Quando há Conselho Espirita Municipal (CEM) composta de presidentes das Casas Espiritas, Aliança Municipal Espírita (AME), que por sua vez reúne representantes das casas participantes, o CRE se reporta a eles diretamente.

Desse modo o 15º CRE MG tem o objetivo de fazer valer a Unificação Espírita através da descoberta de necessidades específicas de cada região. Após se fazer conhecido em seu espaço o CRE torna-se um ponto de apoio de todas as casas espíritas. As necessidades, os desejos de trabalho e estudo, tudo pode ser intercambiado entre as casas, o CRE MG e a UEM. Dessa forma formaremos uma rede caridosa de trabalho, onde as experiências positivas de uns podem servir de estímulo a todos os outros.

O 15º CRE MG pode, assim, auxiliar na elaboração de eventos, como palestras, feiras de livro, na adequação legal das casas (lembramos a necessidade de cada casa espírita estar dentro da lei para evitar problemas futuros), no trabalho diário (como realizar um trabalho mediúnico dentro das premissas Kardecistas, por exemplo) e muito mais.

É importante salientar que o 15º CRE MG não deve em hipótese alguma impor trabalhos e conceitos às Casas Espíritas. O objetivo é ser uma mão amiga que busca auxiliar nas necessidades juridicas e doutrinárias. Todo trabalho só pode ser realizado com a anuência das Casas Espíritas. O respeito, o diálogo, a sinceridade e clareza são fundamentais. Todavia, os CRE's têm como principio moral oferecer o trabalho sempre embasado na Doutrina Espírita codificada por Allan Kardec.