A PERIGOSA BRINCADEIRA DO COPO, LAPIS, ETC.

05/06/2015 09:06

Por Izaias Lobo Lannes - Presidente do 15 CREMG.

Nos últimos dias, nas escolas de nossa cidade e região alunos tem feito o que dizem ser a brincadeira de Charlie Charlie Challenge. O desafio é uma releitura das antigas brincadeiras do copo e do compasso. O novo e perigoso jogo surgiu na última semana de maio de 2015 no Twitter e logo se espalhou não somente aqui e região, como também pelo mundo.


Milhões de usuários começaram a publicar vídeos mostrando que parece ser fácil invocar o que seria um demônio mexicano apelidado de Charlie. 

O jogo consiste em escrever em uma folha de papel as palavras “sim” e “não” e sobre ela colocar dois lápis em forma de cruz. Os participantes precisam dizer em voz alta a frase “Charlie, Charlie! Você está aqui?” para que o suposto demônio se manifeste, movendo um dos lápis para lado do “sim” ou do “não” na folha. A ideia é a de que, após invocado, Charlie responda às perguntas dos participantes da mesa.

 
SÃO OS ESPÍRITOS QUE MOVIMENTAM O COPO, LAPIS OU COMPASSO?
O fenômeno pode acontecer pelos próprios participantes que, inconscientemente, fazem o movimento ou espiritual, onde entidades desencarnadas, “espíritos” que aproveitam a base fluídica “ectoplasma” sustentada pelos participantes.
FUNCIONA, ENTÃO, COMO UMA REUNIÃO MEDIÚNICA?
No segundo caso, sim. Há Espíritos e médiuns, que são os jovens participantes.
HÁ ALGUNS PROBLEMAS COM ESSAS BRINCADEIRAS?
São desaconselháveis e muito perigosas. Inspiradas em mera curiosidade e sem nenhum preparo do grupo, podem converter-se em porta aberta às “obsessões” que são influencias malsãs de natureza espiritual e isto acontece quase sempre.
OS BENFEITORES ESPIRITUAIS NÃO NOS PROTEGEM?
A natureza dos Espíritos que participam de uma reunião de intercâmbio espiritual depende das intenções e disposições do grupo. Sem conhecimento, sem um propósito nobre, sem seriedade, realizadas por mera diversão, atendendo à curiosidade, sessões com o copo, lápis, compasso atraem Espíritos zombeteiros, mistificadores e maus que ali tem campo fértil para a semeadura de perturbações, podendo levar os incautos a loucura irreversível.
E SE HOUVER BOAS INTENÇÕES?
Segundo velho ditado, o inferno está cheio delas. Há muita gente bem intencionada que se perturba com o fenômeno mediúnico ou intercambio espiritual, por falta de conhecimento, experiência e orientação.
 
SE NÃO É PRUDENTE BRINCAR COM O COPO, LAPIS OU COMPASSO, O QUE DEVEM FAZER MEUS AMIGOS QUE SE INTERESSAM PELO ASSUNTO?
Que procurem um Centro Espírita Kardecista e participem das reuniões doutrinárias de estudos e dos cursos de Espiritismo. Então estarão habilitados a participar aproveitamento bem melhor sem os riscos que envolvem essas “diversões” juvenis.  


OBSERVAÇÃO:
A Doutrina Espírita alerta sobre o risco e perigo em que incorrem todos aqueles que, por meio de objetos, tais como copos, pêndulos, etc., acabam atraindo para si mesmos a atenção de espíritos inferiores, ignorantes e maus, a tal ponto de acabarem sendo perseguidos e influenciados negativamente pelos mesmos. Bons espíritos jamais se prestam a tais brincadeiras ou invocações.